Gallery
Links Úteis
 

Avaliação e Monitora
News > Desenho da geometria exata da dor (pelo motivo do falecimento de Maryam Mirzakhani)


  Print        Send to Friend

Desenho da geometria exata da dor (pelo motivo do falecimento de Maryam Mirzakhani)

"Quanto  mais tempo me dedico as matemáticas, mais me emociono  ”, esta foi a última  mensagem de Maryam Mirzakhani no Facebook, dois dias antes de fechar que os olhos para sempre.

 

No dia 15 de julho ninguém pôde acreditar na notícia publicada nas mídias sobre a morte desta grande professora de matemática e  geometria que desde sua adolescência se dedicou aprender e resolver problemas deste campo.

 

Nascida em 3 de Maio 1977 , sobre sua infância, ela mesma disse em uma entrevista: “Naci no Irã e  tive uma infância feliz. Entre os membros de minha família ninguém havia se dedicado as ciências, mas eu  aprendi muito com meu irmão maior que sempre estava interessado nas matemáticas e outras ciências. E naquela época , se recomendava as mulheres serem independentes e  perseguir seus próprios interesses. Recordo como se fosse hoje , em que a televisão iraniana transmitia programas sobre mulheres prominentes como Marie Curie y Helen Keller. Parabenizo a todos que levam a sério seu trabalho , apesar  de que sempre sonhei em ser escritora , de fato , a leitura de diferentes histórias sempre foi o meu passa tempo , mas ,  sempre  estive envolvida em competições de matemáticas e , acredito que isto ,  aumentou meu interesse pela  matemática”.

 

Maryam Mirzakhani frequentou a escola secundária NODET (Organização Nacional para o desenvolvimento  de Talentos Excepcionais ) em Farzanegan, Teheran,  se tornou  conhecida na área internacional de matemáticas quando ainda era só uma adolescente, ganhou várias  Medalhas de Ouro nas Olimpíadas de Matemáticas de 1994 e 1995, conseguindo naquele último ano a máxima qualificação , e convertendo-se assim na primeira estudante iraniana  em fazê-lo e na primeira estudante de matemática que chegou a participar de uma  equipe de Olimpiadas iraniana. Mirzakhani ganhou duas medalhas de ouro nas partidas  das olímpiadas de Matemáticas do Irã em  ocasiões, foi  ganhadora  de várias medalhas de ouro no mundo. 

 

Mirzakhani, depois de seus brilhantes estudos secundários, ingressou na Universidade Sharif de Teerã . Na  época em que havia sido universitária, disse : “Tive muitos amigos próximos que estavam interessados em matemáticas e  isto me inspirou e estimulou naquela época . Para continuar meus estudos, fui à Universidade de Harvard .  trabalhei ali com o professor McMullen que estava interessado em diversos ramos da matemática. E naquele tempo na Universidade , não se dava importância a presença feminina  nas áreas de  matemáticas  , embora  não fossem  indiferentes comigo , sempre estive ciente daquilo . Mas ainda havia uma certa distância para uma posição favorável ”. Recebeu seu doutorado em 2004 na Universidade de Harvard, sob a direção de Curtis T. McMullen, também ganhador de uma Medalha Fields . Em  2006 apareceu o nome de Mirzakhani em Brilliant 10, lista que reconhece as pessoas  mais brilhantes da Ciência, na revista estadounidense Popular Science .

 

No dia 1 de  setembro de 2008 entrou  trabalhar como profesora e pesquisadora de matemática na Universidade de Stanford e , anteriormente, ensinou na Universidade de Princeton . Mirzakhani disse : “A vezes me sinto como se estivesse perdida em um grande bosque, sem saber para onde ir, mas de alguma maneira chego  lá em cima de uma colina e  posso ver as coisas com maior clareza . O que acontece  então , é realmente emocionante”.  

 

Quando lhe perguntaram  o que premiaría e  recompensaria seu árduo trabalho intelectual, ela respondeu : “Definitivamente a satisfação foi o momento em que vocês disseram ‘Aha!’ esse foi o momento em que a emoção do descobrimento e   alegria de comprender algo novo . É como a sensação de estar em  cima de uma colina e ter ao seu alcance tudo diante  de ti . Por isso o árduo  trabalho matemático, para mim , é como ter que escalar uma altíssima montanha , sem que haja um caminho  exclusivo sem fim a frente ”.

 

Mirzakhani, em 2009, por seus desenvolvimento nas pesquisas matemáticas puras foi premiada com o prêmio Blumenthal . Em um comunicado da Associação de Matemáticos dos Estados Unidos, respeito a esta premiação, declarou que a entrega do prêmio a matemática iraniana havia sido pela sua “criatividade excepcional em suas teses doctorado inovadora na qual havia utilizado diferentes ferramentas da  geometria hiperbólica juntamente aos métodos clássicos para obter os resultados em três questões importantes”.  

 

Mirzakhani ganhou o prêmio da Associação Matemática dos Estados Unidos  em 2013 e foi  premiada em 2014 com a Medalha Fields, a maior  condecoração científica no  campo de  matemática que se entrega à cada quatro anos aos cientistas menores de 40 anos de idade , de fato , equivale ao “Nobel” de  matemáticas. Ela foi a primeira mulher que recebeu este prêmio Mirzakhani ficou conhecida entre os matemáticos como uma mulher  rebelde que seguia difíceis questões no  terreno de pesquisas . Seu professor de teses —Currtis Mcmullen— disse : “tratando-se de matemática ela demonstra uma ambição audaz”.

 

Mirzakhani tinha uma autoconfiança incrível que ao mesmo tempo era  humilde, quando lhe perguntavam sobre sua contribuição para solução de um difícil problema, dizia : “se quer que seja honesta, penso que eu não tinha   muito que compartilhar”.

 

Muitos matemáticos  admiravam seu trabalho . Alex Skin—matemático que vive em Chicago e havia  sido seu colega— disse que suas teses doctoral sobre como cresce o número de geodésicas simples em uma superfície hiperbólica na função de sua longitude é muito interessante e crê que se deve utilizar como plano de estudos dos livros didáticos o texto de matemáticas. Outro matemático que também vive em Chicago, Benson Farb, opinou que outra de suas pesquisas  sobre a dinâmica dos níveis  abstrato relacionadas com as mesas de bilhar é digna de receber o título do caso da década.

 

Como se move e como proceder a trajetória de uma bola de bilhar enquanto role  em uma mesa poligonal foi há   séculos um problema difícil de resolver desde o ponto de vista matemático que não haviam tido  resposta clara até que Mirzakhani juntamente com os colegas tentaram resolvê-lo entre 2012 e 2013.

 

Na  lista das 13 pessoas  ganhadoras do prêmio Simons em 2013 apareceu o nome da cientista iraniana Maryam Mirzakhani, professora de matemática da  Universidade de Stanford . As pesquisas  desta cientista sobre o espaço de Teichmüller, se consentra nas  superficies Riemann e seus modelos espaciais que se ligam em várias disciplinas matemáticas (Geometria hiperbólica, análises complexas, topologia e dinâmica) que influi em todas elas . 

 

O comitê da  Medalha Fields, descreveu assim  Mirzakhani: “ela possui uma habilidade e  uma ampla variedade de técnicas em diferentes campos da matemática. Ela é uma imagem de combinação rara de habilidade técnica, audácia,  ambição , grande visão e curiosidade incrível ”, de fato , por tudo é que a cientista iraniana foi  merecedora do “Nobel” de matemáticas.

 

A Medalha Fields foi o maior  prêmio para os matemáticos . Depois de  que Mirzakhani ter ganho  esta medalha , seu nome foi uma das notícias principais à nível mundial nas quais  sempre fora mencionada como  maravilhosa e única representante de matemática. A mídia  como Washington Post e The Guardian fizeram entrevistas exclusivas com ela . 

James Carlson, do Instituto (Clay Mathematics Institute), sobre Mirzakhani, resaltou : “É excelente  encontrar novas conexões . Podendo chegar rápidamente de um exemplo simples  a uma teoria profunda”.

 

O presidente do Irã , Hassan Rouhani, em uma mensagem publicada em sua página do Facebook em agosto de 2014, parabenizava  Mirzakhani por sua Medalha de Fields. O vice-presidente e  presidente da  Organização de Energia Atômica do Irã , Ali Akbar Salehi, também , mandou uma mensagem, felicitando o éxito de Maryam Mirzakhani por ter ganho  o prêmio máximo no mundial de matemáticas .

 

O professor Jafar Niusha, autor do livro “Problemas de geometria plana ”, no final de um de seus livros descreveu a Dra. Maryam Mirzakhani com estas palavras: “Recordando  uma excelente estudante e  talentosa que hoje é uma grande mestra da juventude , a senhora Maryam Mirzakhani . Em 1993, a senhora Maryam Mirzakhani estudou o segundo ano do ensino médio no colégio Farzanegan . Eu dava classes de geometría e coloquei uma questão para evoluir o talento dos estudantes. A única solução que ofereceram foi  da senhora Mirzakhani que resolveu o problema com certa delicadeza e de forma poética. O desejo em ter cada vez mais êxito ”.

 

Maryam Mirzakhani foi  comparada  ao mundo matemático como uma das maiores  matemáticas e , sem dúvida , seu trabalho será utilizado durante muitos anos e será tema de discussão da comunidade científica  do mundo matemático. Porém, o mundo das matemáticas e a comunidade científica  com esta atual perda , experimentaram uma grande dor. Que Deus a tenha e abençoe sua alma .


17:24 - 26/07/2017    /    Number : 467619    /    Show Count : 53



Close




Ministry of foreign affairs,
Islamic Republic of IRAN,
All Rights Reserved - 2014